Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Dia das Mães: o desafio das deputadas da Aleam para conciliar política e maternidade

  Diante do desafio da sociedade contemporânea, que exige competência e imediatismo, a grande maioria das mulheres brasileiras que são mães e trabalham fora de casa aprenderam a criar uma rotina muito disciplinada para dar conta de desempenhar com sucesso os papeis de boa mãe e profissional de sucesso. Diferente da maioria dos empregos formais que exigem dedicação em uma determinada jornada, com horários bem definidos, o trabalho de um parlamentar nem sempre segue à risca uma rotina, exigindo das mães que abraçaram a causa política e assumiram um mandato parlamentar um verdadeiro “jogo de cintura” conciliar persas atividades. Pensar políticas públicas para a população, estar em reuniões com vários segmentos da sociedade e autoridades, se deslocar em viagens demoradas e nem sempre tão tranquilas nos mais variados tipos de transporte possíveis, reunir com pessoal de gabinete e definir metas e atender demandas e, paralelo a tudo isso, ser uma mãe presente, não sendo insuficiente nem na criação e acompanhamento da vida dos filhos ao mesmo tempo. Logicamente que, hoje em dia, o apoio familiar e a ajuda dos pais é mais presente que há décadas atrás, porém o planejamento e ajuda da equipe parlamentar contribuem muito para tornar o dia-a-dia menos cansativo e mais produtivo, como cita a deputada estadual Dra. Mayara (Progressistas), mãe da pequena Luma de três aninhos e já se preparando para a chegada da caçula Luiza. “É claro que a presença do pai é fundamental e eu tenho uma rede de apoio familiar que me permite ter tempo para me dedicar ao mandato, e também tenho uma equipe competente que me oferece o suporte necessário”, afirmou. “De uma forma geral, preciso de uma agenda bem programada para conciliar as atividades profissionais com os meus deveres enquanto representante do povo. Quando tomei posse, minha percepção de médica para parlamentar foi drástica e o primeiro ano de mandato foi de extremo aprendizado e refinação da equipe, mas aproveito a minha experiência como mulher, gestante e mãe para enxergar a vulnerabilidade da classe e apresentar projetos e emendas que tenham impactos reais, como o projeto de redução da morbidade materna, Sentinela da Vida, entre outros”, afirma. A organização pessoal e a colaboração da equipe de gabinete também são as grandes aliadas da deputada estadual Nejmi Aziz (PSD), mãe dos jovens Emjen, Enzo e Johara. “Os desafios que nos cercam no trabalho parlamentar são iguais aos de todas as mulheres brasileiras que sempre terão dupla jornada quando possuem filhos e profissão. Acredito que, por isso, as mulheres acabam se acostumando a se pidir entre família e suas atividades profissionais. Eu gerencio tudo isso com organização e procurando ter uma equipe qualificada para me dar suporte em ambas os lados”, disse. A parlamentar lembrou que nem todas as mulheres brasileiras têm esse privilégio de ter uma equipe para pidir tantas responsabilidades. “Por isso, me solidarizo com elas, que são a maioria, nesta estatística. Quando assumi o mandato de deputada no início deste ano, minha rotina mudou muito, mas as mudanças não afetaram a minha família, pois sou muito apoiada pelos meus filhos e quando me candidatei já tinha em mente esse compromisso de servir à população do nosso Estado”, explicou. Habituada há muito tempo com a vida multitarefa, a deputada Therezinha Ruiz (PSDB), que hoje é mãe e avó, diz que as dificuldades da vida parlamentar são atenuadas com o apoio da família. “Eu sempre fui acostumada a me esforçar para fazer um bom trabalho, desde quando exercia a docência, por isso quando entrei para a vida política isso foi muito natural, tanto que até hoje cuido de tarefas de casa, sempre tirei um tempo para estar com meus filhos, ligo para saber dos meus netos e nos reunimos pelo menos uma vez por semana”, destacou. A deputada lembrou que sempre fez questão de priorizar o mandato sem descuidar do aspecto familiar. “Eu gosto e me esforço para ser uma mãe e uma avó presente porque é gratificante os meus filhos chegarem até mim orgulhosos porque alguém elogiou meu trabalho como deputada. A família faz parte da vida da gente, nos apoiando e incentivando a fazer um trabalho cada vez melhor”, declarou. Avaliando a evolução do desempenho parlamentar em sua vida pública, Therezinha destacou a experiência em se planejar e poder contar com pessoas de confiança na construção do mandato. “Não é fácil porque para entrar na política a mulher deve ter planejamento e se cercar de pessoas de confiança para que possa mensurar a qualidade das iniciativas que propõe, por isso o que conta é a experiência que vai se adquirindo de um mandato para outro”, afirmou.   Mulheres mães na política   No entender da deputada Mayara, a chave da mudança está em tornar comum a presença de mulheres no parlamento. “Há sempre um preconceito em relação à competência, conciliação com a vida familiar e capacidade de liderança. Hoje, no meu segundo mandato como 2ª Vice-Presidente da Assembleia, percebo que a presença de mulheres no parlamento é extremamente importante para construção de uma política mais equitativas e em estabelecer precedentes de que mais mulheres ingressem na política e assumam cargos de poder em geral”. Ela reafirma que é necessário estimular a liderança feminina em todos os campos profissionais. “Segundo dados do IBGE, no Brasil temos mais mulheres que homens. Nossa democracia precisa representar esta paridade de gêneros e a esfera política tem que ser de fato um espelho da sociedade em todas as suas expressões”, opinou. Para Nejmi Aziz a inspiração para a participação de mais mulheres na política deve vir daquelas que já desempenham esse papel. “Acredito que a grande mudança depende de nós, mulheres que estamos na política, procurando fazer um bom trabalho e sendo fonte de inspiração para novas mulheres se envolverem, seja por candidatura seja por envolvimento político com a vida nos bairros e nas comunidades. Nós precisamos dar o exemplo. Mas os poderes ajudam muito estimulando, por meio de campanhas, a presença feminina no mundo político. Creio que essa participação está evoluindo a cada eleição”, afirmou.     Diretoria de Comunicação da Aleam      
08/05/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia