Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Wilker denuncia que fornecimento precário de energia afeta estoque de soro em São Paulo de Olivença

  O deputado estadual Wilker Barreto revelou, na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) que a precariedade no fornecimento de energia elétrica na Comunidade de Vendaval, localizada no município de São Paulo de Olivença (distante 984 Km de Manaus), vem afetando o armazenamento do soro antiofídico na cidade, usado para o tratamento de picadas de cobras decorrentes do processo de vazante dos rios após a grande cheia que afetou o Amazonas. A revelação do parlamentar, feita na Sessão Ordinária da última terça-feira  (14 )foi baseada na denúncia do presidente da Câmara Municipal de SPO, vereador Brodoloni (PSD), que expôs as dificuldades na conservação e estoque do antídoto no polo do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), devido às constantes interrupções da energia no município. “A Comunidade de Vendaval sofre há seis meses com interrupções contínuas de energia. E o mais grave, quando não tem uma regularidade de fornecimento, se o soro antiofídico não estiver numa temperatura aceitável, ele não pode ser armazenado. São mais de 5 mil indígenas que sofrem com as picadas de cobras após a cheia”, explicou Barreto. Além do apelo, Barreto aproveitou para reforçar a importância da CPI da Amazonas Energia na Casa Legislativa para apurar as irregularidades da péssima prestação do serviço por parte da concessionária Amazonas Energia. “A Amazonas Energia precisa parar de brincar com o interior. A empresa está queimando eletrodomésticos e prejudicando as pessoas humildes daquela comunidade, por isso, a importância da CPI é investigar a não prestação do serviço em Vendaval, assim como em todo o Amazonas”, finalizou.       Assessoria de Comunicação Deputado Estadual Wilker Barreto Jornalista responsável: Nathália Silveira (92) 98157-3351 Texto: Dayson Valente
16/09/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia